POLISSONOGRAFIA

O que esperar de sua noite num laboratório do sono

Uma visita a um laboratório do sono para um estudo de noite inteira é, provavelmente, uma experiência nova para você. Um estudo do sono, ou polissonografia, é um registro que inclui a avaliação das variáveis fisiológicas utilizadas para identificar os diferentes estágios do sono e classificar os vários problemas do sono. Nós recomendamos que você aprenda mais sobre os procedimentos do teste do sono antes de chegar ao laboratório para que você tenha uma experiência fácil e interessante.

O sono não é um processo simples. Muitas regiões do cérebro controlam e influenciam os diferentes estágios que compõem nosso sono. Estes níveis ou estágios do sono incluem a sonolência, o sono leve, o sono profundo e o sono dos sonhos. É possível identificar em qual estágio do sono a pessoa está pela observação das diferentes atividades do cérebro e do corpo.

Durante a polissonografia, algumas atividades corporais importantes para o estudo do sono (ondas cerebrais, movimentos musculares, movimentos oculares, respiração do nariz e da boca, ronco, batimentos cardíacos e movimentos das pernas) são monitoradas por pequenos discos de metal (chamados de eletrodos) aplicados sobre sua cabeça e pele, com uma fita adesiva. Cintas elásticas flexíveis colocadas sobre seu tórax e abdômen, que medem seus movimentos respiratórios. O nível de oxigênio no seu sangue e sua freqüência respiratória são monitorizados por um clipe sobre seu dedo.

Nenhum destes dispositivos causam dor e todos são colocados de modo a ficarem o mais confortável possível. Se você tem dúvidas sobre a colocação dos eletrodos (se, por exemplo, seus brincos atrapalham ou se haverá algum dano ao seu cabelo) entre em contato com seu médico ou fale com o técnico antes de chegar ao laboratório do sono.

Porque eu preciso de um estudo do sono?

Para compreender completamente seu sono e quaisquer problemas associados a ele, é necessária a observação de várias atividades do corpo e suas relações durante a noite. Após o estudo, um especialista em sono irá rever e interpretar o registro. Um laudo com o resultado do exame será realizado para ajudar o seu médico (e você) a entender seu padrão específico de sono. Se for observada evidência de algum distúrbio de sono, serão feitas recomendações de tratamento pelo seu médico.

O estudo do sono, sua análise e interpretação fazem parte de um complexo processo. Muitas horas de trabalho são necessárias pelos profissionais especialmente treinados, incluindo técnicos em polissonografia, que processam a grande quantidade de dados obtidos durante a noite de registro. As informações são, então, interpretadas pelo especialista em sono (por exemplo, análise das ondas cerebrais, movimentos musculares e movimentos dos olhos). Devido a este grande tempo destinado ao intenso processo laboratorial, os estudos do sono não são geralmente avaliados imediatamente e você deve esperar algum tempo para receber seu resultado.

Como conseguirei dormir em um local estranho com todos aqueles fios sobre meu corpo ?

Esta é a questão mais frequentemente feita pelos pacientes antes da polissonografia. Muitas pessoas acreditam que o laboratório do sono deve ser frio, claro e impessoal. Em muitos laboratórios, entretanto, o quarto é muito confortável, como um quarto de hotel.

Os equipamentos e o técnico ficam em salas separadas do quarto de dormir e os fios serão reunidos juntos numa espécie de “rabo de cavalo” sobre a sua cabeça, para que você possa mudar de posição tão facilmente quanto em casa.

Você pode estranhar os eletrodos logo após a colocação, mas muitas pessoas não encontram qualquer desconforto ou obstáculo para adormecer. Os especialistas reconhecem que seu sono no laboratório pode não ser exatamente como na sua casa. Isto geralmente não interfere na obtenção das informações necessárias para seu estudo.

Antes de ir para o laboratório, você deve preparar seu material de higiene pessoal para passar uma noite fora de casa, como se você fosse para um hotel ou para a casa de um amigo.

O que acontece quando eu chego ao laboratório do sono ?

Quando você chega ao laboratório do sono, geralmente cerca de uma ou duas horas antes do seu horário habitual de dormir, o técnico receberá você e lhe mostrará o seu quarto e os equipamentos que serão usados. Você deve informar quaisquer variações em seu sono, uso de medicamentos, ou dificuldades específicas que você não tenha discutido com seu médico.

Você terá um tempo para colocar sua roupa de dormir e, então, serão colocados os eletrodos. Você deverá ser acordado pela manhã, sendo que muitos laboratórios tentam chamar o paciente próximo ao seu horário habitual de acordar.

Enquanto você está dormindo, várias e importantes funções do corpo são registradas. O técnico monitorizará seu sono durante toda a noite de uma sala próxima ao seu quarto.

Quando o paciente apresenta um problema respiratório já detectado numa polissonografia anterior, o médico poderá indicar a utilização de um aparelho que trata estes problemas respiratórios. Este aparelho, chamado de aparelho depressão aérea positiva (PAP), inclui uma pequena máscara que se adapta sobre seu nariz ou sobre seu nariz e sua boca. Você deverá ser apresentado ao aparelho antes de ir para a cama.

Posso tomar minha medicação usual ?

É muito importante que o profissional do sono saiba se você está tomando qualquer medicamento, uma vez que certos remédios podem afetar o sono e a interpretação da polissonografia. Algumas vezes, certos medicamentos devem ser retirados gradualmente para o estudo do sono para que os resultados possam ser interpretados corretamente. Não pare de tomar qualquer medicamento sem primeiro falar com seu médico. Esteja seguro em evitar café e álcool no dia/noite da polissonografia.

O que acontece após meu estudo do sono ?

Você provavelmente terá uma consulta com seu médico para discutir os resultados e recomendações para tratamento. Os resultados da polissonografia geralmente não são discutidos pelo telefone, pois são muito complexos.

Para entender completamente os resultados do seu estudo do sono, suas implicações e qualquer recomendação de tratamento, você deverá conversar diretamente com seu médico.

Fonte : NiCS – Núcleo Interdisciplinar da Ciência do Sono

Deixe uma resposta